Formas de repensar as embalagens para o FLV

Formas de repensar as embalagens para o FLV

Dentro de mais cinco anos, o consumidor brasileiro de frutas, legumes e verduras só comprará nos supermercados os vegetais que estiverem embalados. Esta é a tendência mundial que o varejo no Brasil começa a seguir e é a aposta de muitas empresas, é só prestar atenção e observar que pimentões, cenouras, tomates, alfaces, maçãs e peras, para citar alguns, já são apresentados e vendidos em diferentes embalagens. Mas não será fácil mudar a cultura tátil do consumidor.

Trata-se de mais uma consequência das sustentáveis práticas agrícolas que chegam aos supermercados. Por que a tendência é embalar as FLV (frutas, legumes e verduras)? Segundo especialistas no varejo moderno é inadmissível, do ponto de vista da higiene, que centenas de pessoas, antes de escolher o que comprar, passem suas mãos sobre vegetais desembalados, como acontece hoje no Brasil e também nos Estados Unidos e na Europa. Mas isso está mudando rapidamente no Primeiro Mundo e mudará no Brasil.

Hoje, acompanhando essa tendência, a indústria brasileira já produz novos tipos de embalagens para os diferentes produtos da hortifruticultura. Ao mesmo tempo, nas fazendas de produção, os produtores, utilizando a última tecnologia da biogenética, já produzem FLV homogêneos na cor, no tamanho e no sabor, facilitando sua embalagem, melhorando sua apresentação nas gôndolas, evitando o contato da mão humana e reduzindo todos os custos.

Bom, bonito e barato

Mesmo com essa tendência já observada nos supermercados, onde os vegetais embalados assumem posição de destaque, as feiras livres – como as que existem em Fortaleza, Paris ou Nova Iorque – continuarão existindo, pois nelas há o que a linguagem popular costuma chamar de bom, bonito, barato e gostoso. Mas, mesmo em feiras livres, é possível encontrar – bem embalados – frutas, legumes e verduras da melhor qualidade.

Plataforma Frutag

Os produtos embalados seguem praticamente os mesmos protocolos de rastreabilidade dos produtos enviados em caixas “a granel” para o varejo, mas a rotulagem e a rastreabilidade é executada com mais qualidade e segurança, pois cada produto embalado dispõe do código de rastreabilidade, para fazer o recall do alimento, entre em contato com os nossos profissionais que ajudarão você a escolher as melhores embalagens e como fazer esse trabalho através da plataforma Frutag de rastreabilidade de alimentos.

Até Mais!

Deixe uma resposta