Higienização de caixas plásticas e segurança alimentar

Higienização de caixas plásticas e segurança alimentar


A caixa plástica retornável é atualmente a embalagem preferida dos Distribuidores de FLV para o transporte de hortifrúti. Mais leve e segura do que a caixa de madeira e mais barata do que a de papelão, a caixa plástica é resistente e dura mais. Apesar das vantagens, este tipo de material necessita de manutenções periódicas para ser reutilizado.

O procedimento de lavagem e higienização exige a utilização de produtos sanitizantes adequados, mão de obra especializada, além de equipamentos de alta potência para que a higienização se dê por completa”, Ao final do processo, emiti-se um laudo que comprova que a higienização foi realizada de acordo com a legislação”, hoje existe varias cartilhas espalhadas pelos CEASAS (centrais de abastecimento) do País, e em muitos estados existem normativas que exigem a higienização das mesmas, fazendo com que o produto que já está rastreado e de procedência possa ser repassado com toda a qualidade garantida.

Sistema Frutag de controle de caixas plásticas.

A Frutag é pioneira no processo de controle de caixas através do sistema de checklist, com ele é possível fazer esse controle e garantir a higienização das caixas, além disso a plataforma dispõe de cuidados para que seja garantida a limpeza e o melhor aproveitamento das mesmas.

Estudos apontam contaminação em caixas plásticas reutilizáveis para o FLV

Nas últimas décadas, caixas plásticas retornáveis e reutilizáveis para o transporte de alimentos frescos dos produtores até os supermercados ganhou uma vasta utilização, efetivamente substituindo as caixas de madeira como uma alternativa ambiental mais amigável. Porém, estudos conduzidos nos EUA e no Canadá encontraram sérios problemas de higiene nestas caixas, levantando preocupações sobre possíveis riscos à segurança de alimentos. As caixas poderiam transferir patógenos aos alimentos frescos.

Outro problema é que estas caixas muitas vezes não possuem um desenho higiênico, ou seja, possuem ranhuras, vãos, furos e outros pontos potenciais de acúmulo de alimentos, difíceis de serem devidamente higienizados.

O que também se espera é que os procedimentos de higienização sejam revisados e devidamente validados, e que testes (ex. por swab) para análise microbiológica sejam conduzidos com frequência para garantir a contínua eficácia do procedimento.

É muito importante ficar atento a essas regras e também se preocupar com a higiene das caixas para que o produto contido nelas continue a sua viagem de forma segura desde o produtor até o consumidor final.

Para saber mais sobre nosso sistema de controle de caixas e como ele pode te ajudar, entre no nosso site: http://www.frutag.com.br e entre em contato com nossa equipe que ficará feliz em ajudar você.

Até Mais!

Deixe uma resposta