RUMO À MODERNIZAÇÃO

RUMO À MODERNIZAÇÃO

Quatro fatores vêm transformando o setor hortifrúti no mundo todo: a segurança do alimento e a rastreabilidade, a inovação tecnológica, as mudanças no hábito de consumo e o aumento da participação das grandes redes de supermercados no comércio de frutas, legumes e verduras, os FLV, como são tratados no varejo.

O foco deste post são as estratégias que vêm sendo desenvolvidas pelos supermercados para agregar valor ao FLV e o impacto dessas ações no setor produtivo. Na última década, as frutas, verduras e legumes deixaram a parte de trás dos supermercados, tanto no Brasil quanto no exterior, para conquistar local de destaque nas lojas. A necessidade de os supermercados obterem vantagem competitiva frente aos seus concorrentes e a preocupação do consumidor em adquirir alimentos mais saudáveis, sem abrir mão da conveniência, transformaram estratégico o setor FLV.

O FLV (frutas legumes e verduras), passaram a receber tratamento diferenciado pelos varejistas, com planos especiais de incremento de venda. Esse novo olhar sobre o FLV, principalmente nas grandes redes varejistas, pode marcar uma transformação no setor hortifrúti. Os supermercados se aproximam cada vez mais dos fornecedores e exigem práticas de manejo que resultem em produtos seguros aos consumidores, com apelo visual, dentro dos princípios das “Boas Práticas Agrícolas” e de rigorosos controles de qualidade. Entram ainda, as preocupações ambientais e sociais nas fazendas. Os grupos varejistas também estão se envolvendo mais com o processo de compra e difusão dos hortícolas, tanto no Brasil quanto no exterior.

” Supermercados querem atender melhor o consumidor e abrem caminho para o setor produtivo dar um salto de profissionalização”

O setor de FLV é uma das apostas dos supermercados para agregação de valor ao produto e para fidelizar o cliente. O FLV é uma espécie de “Vitrine” da loja. Produtos estão expostos em lugar estratégico nas lojas. São eles que dão o ‘ar de frescor’ ao supermercado”

Para o sucesso deste setor existem quatro movimentos principais adotados por supermercados na área de FLV: diferenciação, nacionalização, internacionalização e promoção de consumo.

O sucesso dessas estratégias depende, antes da melhora da relação comercial entre produtor e varejista, a fim de garantir regularidade de abastecimento de produtos de qualidade e seguros para o consumidor. Atentos a essa necessidade, os grandes supermercados têm convidado o produtor a participar de um novo esquema de comercialização. Entra ai o planejamento conjunto de compras mediante contratos de fornecimento e sugestões sobre ações de marketing para serem efetuadas dentro das lojas. No entendimento do supermercado, é uma boa chance de o produtor aumentar a exposição de sua mercadoria e receber um valor diferenciado pelo produto que atender às exigências dos consumidores.

Se bem-sucedidas, as estratégias podem representar um caminho para o setor vencer seu maior entrave: o baixo consumo de frutas e hortaliças. Por isso, o produtor deve estar muito atento às novas propostas do varejo.

Para Saber mais, entre em contato com a nossa equipe! Estamos sempre prontos a atender e indicar o melhor produto para a sua necessidade.

frutag.com.br

Deixe uma resposta